O que fazer quando a empresa de telefonia não respeita seus direitos?

sábado, 7 de junho de 2008 Deixe um comentário

Mesmo após o surgimento do moderno Código de Defesa do Consumidor com seus preceitos tidos como parâmetro para as civilizações atuais, o consumidor brasileiro nem sempre é respeitado.

Recentemente, minha conta telefônica de aparelho celular veio com o excesso de mais de 200% de ligações. Foi então que procurei a operadora para pedir o detalhamento das ligações. Depois de aguardar por muito tempo e digitar aqueles códigos intermináveis ("tecle 1 para x, tecle 2 para y"), a atendente disse que me mandaria a segunda via da minha conta. Nesse momento, eu disse que não queria a segunda via, mas sim o detalhamento das ligações, pois na minha conta mensal vem apenas o resumo das ligações. Nessa hora a atendente disse que não poderia fazer nada e que a gravação estava sendo gravada. Senti que estava sendo enrolado e desliguei.

Pensei nos milhares de consumidores dessa operadora de telefonia. Quantos deles diariamente são enganados, pagando a conta mensal sem ao menos conferi-la, até mesmo deixando o pagamento no débito automático. Os poucos que conferem suas contas são logo ludibriados pelas atendentes e muitas vezes desistem por entender que recorrer ao Judiciário pode ser um caminho com um fim muito distante.

Dessa forma, reuni algumas dicas para que vocês saibam o que fazer nessas situações. Como temos muitos leitores que são advogados da área consumerista e que lidam diariamente com o Juizado do Consumidor, peço também que contribuam com este post através de comentários:

Dica 1: no caso de telefonia, faça uma reclamação à Anatel, que é o órgão que fiscaliza a telefonia brasileira:

Anatel: 0800 33 2001
No site deles você também pode fazer sua reclamação através do 'fale conosco':

www.anatel.gov.br

Dica 2: reúna todos os comprovantes de pagamento dos meses anteriores. No caso de você ter telefone de cartão (pré-pago), é interessante que documentes as vezes que você inseriu créditos. Para isso, algumas pessoas compram créditos nas lojas da operadora ou através de terminais bancários.

Dica 3: reclame! não fique calado! corra atrás dos seus direitos! se você for cobrado indevidamente, a operadora de telefonia terá que te restituir em dobro. Reclame tanto no PROCON (para que a empresa leve punição administrativa), quanto nos Juizados Especiais (para que você receba seu dinheiro de volta, até mesmo com danos morais), pois o atendimento é célere.

Também é bom cadastrar-se no site http://www.reclameaqui.com.br/. É um site muito sério (já ganhou o IBEST - oscar da internet) que divulga as empresas mais reclamadas e intermedia entre você e a empresa reclamada. Sempre usei o site e tive meus problemas resolvidos.

Quem tiver outras dicas, basta ajudar aqui, através de comentário.


3 comentários »

  • Eugenia disse:  

    A culpa, em parte, é dos juízes e tribunais. As indenizações por danos morais q eles dão são tão ridículas que as empresas acham que compensa. Traduzindo, não vale a pena p as empresas contratarem mais empregados e qualificarem a todos, pq o q elas pagarão de indenização é mto pouco.

  • Anônimo disse:  

    ola! melhor do que reclamar na Anatel... avise que vai enviar sua reclamaçao para a seção *defesa do consumidor do jornal O Globo*! Esse aviso e um mail para: envio@infoglobo.com.br vão surtir mais efeito! :-) Pode estar certo pq eu já tive que usar deste artifício! Roberta

  • Anônimo disse:  

    Ah... faltou dizer: avise-os (Anatel e empresa de telefonia) que vc vai deixar reclamações por toda a web. REclamar no Orkut tb funciona. Recentemente até foi reportagem no jornal uma reclamação que um cliente fez ao *Boticário*! é *Reclamar adianta*!!! VC pode achar esta reportagem no meu blog. Roberta :-)

    http://achei-por-ai.blogspot.com/2007/06/orkut-como-canal-de-relacionamento.html

  • Deixe seu comentário!